Categoria: Saúde
CÓDIGO: 18109447
TÍTULO: Cordas Virtuais
DESDE: 04-2010
AUTOR / RESPONSÁVEL: Flávia Tamarindo
URL: cordasvirtuais.blogspot.com/
Você pode votar 1 vez por email, por Facebook e pelo Twitter

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Curso: Reabilitação Vestibular

Clique na imagem para ampliar!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Emissões Otoacústicas - Teste da Orelhinha em Salgueiro-PE

 A audição é fundamental para o desenvolvimento da fala, linguagem e aprendizagem. O exame chamado Emissões Otoacústicas, também conhecido como Teste da Orelhinha, já chegou em Salgueiro e região.A partir da 20ª semana de gestação (5º mês) o bebê já escuta os sons do corpo da mãe e sua voz. Uma boa audição permite que as crianças recebam adequadamente todas as informações que ao seu redor proporcionarão um desenvolvimento das suas capacidades de comunicação e aprendizagem. O Teste da Orelhinha é utilizado na Triagem Auditiva Neonatal para diagnosticar dificuldades auditivas precocemente, quando é possível realizar um tratamento adequado. É um exame rápido, não dói e não tem contra-indicação, devendo ser realizado nos primeiros dias após o nascimento, permitindo o acompanhamento do desenvolvimento da fala e linguagem do bebê.

Entenda como é realizado o Teste da Orelhinha

1- Uma sonda que envia e recebe sons é colocada no ouvido do bebê;
2- Um som é emitido (semelhante a um clique), passa pela orelha média até chegar na orelha interna (cóclea);
3- Sendo estimulada, a cóclea manda a resposta de volta, pelo mesmo caminho percorrido e o equipamento capta essa resposta;
4- Recebida a resposta da cóclea, o Fonoaudiólogo analisa os dados de funcionamento adequado ou não da cóclea (estrutura importante no envio da resposta auditiva para o nervo auditivo);
 5- Quando a sonda não capta resposta, o bebê pode apresentar alterações na audição e precisa fazer outros exames para o tratamento adequado.

OBS: O Exame de Emissões Otoacústicas avalia o funcionamento das células ciliadas externas da cóclea, podendo ser realizado em pessoas de todas as idades. Além da Triagem Auditiva Neonatal é utilizado em casos de comprometimento neurológico e psíquico sem condições de responder à audiometria tonal, no diagnóstico e acompanhamento de pessoas com PAIR – Perda Auditiva Induzida pelo Ruído, monitoramento no uso de drogas ototóxicas, Doença de Menière, pessoas com necessidades educacionais especiais, triagem auditiva em escolares, pessoas com doenças metabólicas, etc.

Maiores informações e marcar exames no Memorial São Lucas – Av. Agamenon Magalhães, 692 Salgueiro-PE ou ligar para 3871-3600 / 8878-8958 (falar com Cibele).

Flávia Tamarindo
Fonoaudióloga
CRFa PE 9065